quinta-feira, setembro 10, 2020

TRATADO DO CANTE - Registos sonoros:

Modas e Cantares Alentejnos (LP) vinil



- Ano de Edição: 1982;

- Edição: Riso e Ritmo Discos, Lda;

- Foto: Dário

- Capa: Fernando de Sousa

- Modas: Face A: 01. Aljustrel terra velhinha; 02. Aljustrel tem uma mina; 03. Alentejo quando canta; 04. Quando eu fui ao jardim; 05. Passeando pela rua; 06. Henriqueta oh que linda, oh linda. Face B: 01. Mondadeira alentejana; 02. Ó Baleizão, Baleizão; 03. Grândola, vila morena; 04. Linda jovem era pastora; 05. Cantam lindas lavadeiras; 06. Alentejo os teus trigais.

Grupo Coral do Sindicato Nacional dos Operários Mineiros de Aljustrel

Cota FaiAlentejoFF CA LP-043

quarta-feira, setembro 09, 2020

TRATADO DO CANTE - Registos Sonoros:

Trovas Populares(EP) vinil




- Ano de Edição: 1957

- Edição: Columbia

- Temas: Lado A: Rio Mira (rapsódia alentejana); Moreninha (toada). Lado B: Ribeira Mota; Cartas de amor.

Trio Odemira (Carlos, Ribeiro e Júlio)

Cota FaiAlentejo: FF CA LP-042

quinta-feira, agosto 27, 2020

TRATADO DO CANTE – Almanaque:

(…) o universo é como que um meio sem pontas…”

(…)

A saudosa Natália Correia que tanto amava o Alentejo, contou-me um dia um episódio passado com ela (…). Eis essa história, mais tarde recordada pela pena de seu marido o poeta Dórdio de Guimarães (na comunicação apresentada no “Encontro Outono Poético”, realizado em Monsaraz de 18 a 20 de Novembro de 1994):

Numa dessas tardes então percorríamos nós uma estrada que, vinde de Évora, se embrenhava numa famosa zona onde abundavam preciosidades megalíticas como antas, dolmens e menires, quando deparámos com um vagabundo, maltês típico, saindo estremunhado da gruta de uma anta. Natália, surpreendida, pediu que o automóvel parasse com o intuito de interpelar a singular criatura. Trocadas as primeiras palavras, o nosso maltês, sábio e pachorrento, esclareceu-nos que, como era evidente, a sua profissão era andar de terra em terra, comendo o que apanhava ou lhe davam e dormindo onde calhava. Daí, ter-se acolhido na noite anterior nessa anta, tardiamente, ter-se deitado de costas no chão, olhando as estrelas, ficando a meditar nelas, como era seu uso, até adormecer. Agora acordara e ia meter-se ao caminho. Natália pergunta-lhe: Então gosta de olhar as estrelas, pensar nelas, tentar percebê-las. O senhor é um filósofo, é um poeta. Diga-me uma coisa: Como definiria, o que é para si o firmamento, o universo?

O maltês coçou os queixos de pelos ralos, fixou Natália, penetrantemente, numa lenta cogitação e, ao fim de um minuto, saiu-se com este conceito que nos estarreceu, pois tratava-se de um analfabeto: Olhe minha senhora, o universo é como que um meio sem pontas

(…)”


In: “As Sandálias do Mestre”, de Adalberto Alves. Edição Ésquilo. Outubro de 2009. Pág. 192.

terça-feira, agosto 18, 2020

TRATADO DO CANTE - Publicações:

 "BOLETIM DO CANTE"

Em 1997 foram editados 4 boletins do Cante, no âmbito do I Congresso do Cante Alentejano realizado em Beja em Novembro de 1997. Aqui os divulgamos:





sexta-feira, agosto 14, 2020

TRATADO DO CANTE - Registos sonoros:

Cantar com amor” (CD) 




- Edição: Em Cantos do Alentejo

- Produção: Estúdios XL Produções

- Temas: 1. Terra transtagana; 2. Cantar com amor; 3. Em Cantos do Alentejo; 4. Na Planície Alentejana; 5. Mértola do velho cais; 6. Pregão do Almocreve; 7. O Alentejo é; 8. Doce terra amada; 9. Cantamos a tradição; 10. Mértola, linda vila alentejana; 11. Ó mina de S. Domingos, ó mina; 12. Ó Alentejo das nossas grandes paixões; 13. A roupa da marinheiro; 14. Vou partir, eu vou pr’ó Sul.

Em Cantos do Alentejo

Cota FaiAlentejo: FF CA CD 0157

sábado, maio 23, 2020

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Trio Guadiana (CD)




- Ano de edição: 2008;
- Edição: Edisco;

- Temas: 1. Meu lírio roxo do campo; 2. Rosa branca desmaiada; 3. Trigueirinha; 4. Rapsódia Alentejana; 5. Chamaste-me extravagante; 6. Ó Moura linda; 7. Passarada; 8. Mas que praias; 9. Rio Guadiana querido; Tenho pena, lindo amor; 11. Anoitecer; 12. Moureanes é meu povo.

Trio Guadiana
Cota FaiAlentejo: FF CA CD 0156

quinta-feira, maio 14, 2020

04 142 TRATADO DO CANTE – À Minha Moda:


As nuvens que andam no ar



Cantiga:
Ontem à noite à meia-noite
Ouvi cantar e chorei
Lembrou-me da mocidade
Foi tempos que eu já passei.

Moda:
As nuvens que and(o)m no ar
Arrastadas pelo vento
Foram buscar água ao mar
P’ra regar em todo o tempo.

P’ra regar em todo o tempo
Em todo o tempo regar
Arrastadas pelo vento
As nuvens que andam no ar.

Cantiga:
Se o cantar fizer esquecer
As mágoas ao coração
Todo o momento hei-de ver
(Em) cada boca uma canção.

Refª.: SSágua 142