sábado, fevereiro 27, 2016

TRATADO DO CANTE - Almanaque:

MINHA MÃE AMASSA O PÃO



"(...)
Minha mãe amassa a alma
Do Alentejo sem fim.
Se eu pra longe abalava,
Levava-o dentro de mim.

Minha mãe amassa o brilho
De uma estrela fugidia,
Na esperança de que seu filho
Possa alcançá-la algum dia.

Minha mãe amassa o nada
De tanta hora vazia –
Come a gente, perturbada,
Pão nosso de cada dia.
(...)"

de: António Simões

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA K7-0086

1993 (K7): “Uma Triste Novidade”



- Edição de AO edições Musicais.

- Modas: Alentejo dourado; Vá-se embora seu maroto; Viva Portugal; Beringel de antigamente; Pelo toque da viola; Cantarinhas de Beringel; Quem não trabalha no campo; Ó meu Alentejo; Ao romper da madrugada; Nosso lindo Portugal; Uma flor que abriu em Maio; Uma triste novidade.

Grupo Coral do Externato António Sérgio de Beringel, Beja.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA CD0086

2006 – (CD) "O Cante das Espigas".



- Edição: Grupo Coral Feminino da CP de Nossa Senhora das Neves.

- Modas: Nossa Senhora das Neves és nossa padroeira, Rosa branca tu não vás, Ó lavradora do Monte, Campa sagrada, Beja cidade velhinha, Venho das embarcações, Senta-te aqui ó António, Velho moinho de vento, Linda pastorinha, Nós somos trabalhadores, Era triste ver partir, Castelo de Beja.

Grupo Coral Feminino da Casa do Povo de Nossa Senhora das Neves, Beja.

sexta-feira, fevereiro 26, 2016

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA CD0085

2007 – (CD) Manuel Bento Tocador de viola campaniça.



- Edição: CORTIÇOL.

- Modas: Mariana Campaniça, Entrevista (E), Na várzea da Ribeirinha, Ilha dos vidros, Ó moças façam arquinhos, E, Laranjeira abaixa a rama, Sobe acima laranjinha, Eu estava na minha loja, Ó rama ó que linda rama, E, Ó minha Mariazinha, Ribeira vai cheia, Vai-te embora seu maroto, E, Vá os telegramas correm, Manjerico da janela, Eu esta manhã achei, E, Mariana és baixinha, Do cimo duma oliveira cantou um passarinho, Meu lírio roxo do campo, Triste viuvinha, E, Vamos nós saindo, Menina estás à janela, Ora vai ora não vai, E, Eu ouvi o passarinho, Ó erva cidreira, Fui à torre da Germana.

Manuel Bento.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA K7-0085

1989 (K7): Grupo Coral do Externato António Sérgio de Beringel



- Edição de DISCONORTE.

- Modas: Lembro-me do tempo passado; Abre-te ó campa sagrada; Ó Moura linda; O Alentejo dá pão; Cegonha; Mondadeira Alentejana; Ao romper da madrugada; Linda jovem era pastora; O Alentejo é tão lindo; Beringel é pequenino.

Grupo Coral do Externato António Sérgio de Beringel, Beja.

quinta-feira, fevereiro 25, 2016

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA K7-0084

1992 (K7): Grupo Coral Trabalhadores de Montoito



- Edição de DUALSOM.

- Modas: Montoito é nossa terra; Um dia no Alentejo; Barragem da Vigia; Debaixo da laranjeira; Rosa que estás em botão; Alentejo doirado; Montoito dos meus amores; Estava Dormindo, acordei; Meu Alentejo querido; Se fores a Montoito vai ver a barragem.

Grupo Coral Trabalhadores de Montoito, Redondo.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA CD0084

2005 – (CD) “Terra Branca”



- Edição: Arlindo Costa.

- Modas: Tenho barcos tenho remos, Terra Branca, Saudade foi ao campo, Olhos negros, Modas dos mastros, Que inveja tens tu da rosas, Pelo toque da viola, Ao romper da bela aurora, Menina que andas no campo, A roupa do marinheiro, Já rompeu a bela aurora, Estas é que são as saias.

Arlindo Costa

quarta-feira, fevereiro 24, 2016

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

FF CA CD0083

2006 – (CD) “Terra (Polifonias Alentejanas)”



Edição: ACA – Os Ganhões.

Modas: (CD1) Morreu Catarina, Beja é mãe do distrito, Castro Verde é nossa terra, As nossas Forças Armadas, Grândola Vila Morena, Nos campos de Castro Verde, Vai de Centro ao centro, As flores da nossa terra, Cidades vilas e montes, Nos campos do Alentejo, Afonso Henriques um dia, Pelo toque da viola, A vila de Castro Verde, Emigrante, O almocreve, Muito bem parece, Ceifeira linda ceifeira. (CD2) A ribeira do Sol Posto, Ia chegando às areias, Ó águia que vais tão alta, Mondadeira alentejana, Camponês alentejano, É tão grande o Alentejo, Meu Alentejo querido, O círculo que leva a lua, Há lobos sem ser na serra, Castro Verde bem podia, Lá vai uma embarcação, Que bonito que seria, Andei a guardar o gado, A flor que abriu em Maio.

Associação de Cante Alentejano Os Ganhões, Castro Verde.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA K7-0083

1997 (K7): O Cante da terra (registo sonoro)



- Edição de Movieplay.

- Modas: É na Vila do Redondo; Quando caíu a neve; Décimas e saias da camisinha azul; Rosa branca desmaiada; Borboleta mensageira; Oh menina Florentina; Cavaleiro real; Décimas e saias do Redondo; saias dos Foros; As nuvens que andam no ar; Saias de Santo Aleixo.

Grupo Cantadores do Redondo

terça-feira, fevereiro 23, 2016

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA K7-0082

1994 (K7): Corticeiros de Vila-Alva (registo sonoro)



- Edição de Maria L. S. H. Matos.

- Modas: Vilalva é nossa terra; Rondei, estou rondando; Lampião; Por causa pequena; Jardim florida; Círculo que leva a lua; Ribeira do Sol Posto; Passarinho Prisioneiro; Alentejo, Alentejo; Senta-te aqui ó António;

Grupo Coral "Os Corticeiros" de Vila Alva, Cuba.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA CD0082

1997 – (CD) “Sementeira”.



- Edição: Profissom.

- Modas: Penas de pavão, Lenda da Moura, Saias da fonte, Sonhos e lendas, Vira-te p’ra mim ó Rosa, Flor da giesta, Cigana de raça, Vai à ribeira, Desgarrada, Alegrete, Isso é que não, Moda do Pezinho.

Seara Jovem, Monforte.

segunda-feira, fevereiro 22, 2016

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA CD0081

2006 – (CD) “Novas Águas”.



- Edição: GM Popular Ardila.

- Modas: Medronheira do vale, Limoeiro, Cana real das canas, Fui à lenha, Coradinha, Sou maioral, O galo, P’ra lá de Lisboa, Rouxinol, Maria da Castanheira, Moreanes foi um jardim, Sou Maioral (com Ateneu Mourense), Marujinho, Moura já és cidade.

Grupo de Música Popular Ardila, Moura.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA K7-0081

1982 (K7) Trio Guadiana (Registo Sonoro)



- Edição: EDISCO

- Modas: Meu lírio roxo do campo; Rosa branca desmaiada; Trigueirinha; Rapsódia Alentejana; Chamaste-me extravagante; Ó Moura Linda; Passarada; Mas que praias; Rio Guadiana querido; Tenho pena, lindo amor; Anoitecer; Moreanes é o meu povo. 
      
Trio Guadiana

domingo, fevereiro 21, 2016

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF CA CD0080

Cota: 071.3 ARR BXB CD 5513 - Catálogo Cante Alentejano (Polo da Baixada Banheira da Biblioteca da Moita).



S/D – (CD) Arraianos de Barrancos
- Edição: Chicuelo
- Modas: Barrancos és minha terra, Menina do Alentejo, Vamos lá seguindo, Ó água que vens do céu, Adeus minha mocidade, O rei da passarada, Ó meus tesouros queridos, A bandeira portuguesa, O cantar do meu canário, Borboleta mensageira, Cinzento pombo correio, Morre o rico morre o pobre, Já lá vem a Primavera, Barrancos terra distante, Vou beber à bica.

Grupo Coral Os Arraianos de Barrancos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF  CA K7-0080            

1993 (K7): Lembrando o poeta Aleixo (registo sonoro)



- Edição: DUALSOM.

- Modas: Lembrando o poeta Aleixo; Minha aldeia é tão branquinha; Pastor da minha terra; Guadiana e ponte nova; Eu choro por ser emigrante; A seca no Alentejo; São Cucufate; Olhos traiçoeiros; a pensar no fim do mundo; O cantar dos Passarinhos.

Grupo Coral e Instrumental "Voz Activa" de Santana, Portel.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

Cota FaiAlentejo: FF  CA K7-0079 

1991 (K7): Ceifeira (registo sonoro)



- Edição: Niza & Costa, Lda.

- Modas: Ceifeira; Pardais; Recordando a mocidade; Barragem do Alqueva; Eu fui passear ao campo; Sou pastor; o Mendro e o Guadiana; Oh minha pombinha branca.

Grupo Coral e Instrumental "Voz Activa" de Santana, Portel.