sábado, março 18, 2017

TRATADO DO CANTE – Grupos Corais:

ALMADA – Feijó.

Associação Grupo Coral e Etnográfico "Amigos do Alentejo"
Clube Recreativo do Feijó
Rua do Clube Recreativo do Feijó - 2800 Feijó



 Ficha Técnica:                  

- O Grupo foi fundado em 21 de Março de 1986.

- Ensaiam aos Sábados, à noite.

- Realizam o seu Encontro de Grupos Corais, Anualmente, no fim de semana do aniversário.

- O Grupo é composto por 31 elementos.

-Trajo: 1º. Domingueiro: Camisa, azul e branca, em xadrês miúdo; Calça azul; Lenço vermelho; Sapato preto; Meia branca. 2º.: Etnográfico…

-Histórico: O Grupo fez a sua apresentação em 22 de Março de 1986, na sede do Clube Recreativo do Feijó, perante um público numeroso e entusiasta, entre o qual se encontravam: representantes da Câmara Municipal de Almada; da Junta de Freguesia da Cova da Piedade e da Casa do Alentejo. Desde a sua constituição têm actuações, sobretudo na área da grande Lisboa, no distrito de Setúbal e no Alentejo em Encontros de Grupos Corais; Desfiles e Festas, onde são solicitados para a divulgação do "cante" e de outras formas da cultura Alentejana. Salientam-se os desempenhos, seguintes como referência: Souto da Casa; Fundão; Marinha Grande; Samora Correia; Tires; Portalegre; Vidigueira; Beja; Cercal do Alentejo; Vila Nova de Milfontes e Vila Nova de São Bento. Realizaram quatro semanas do Alentejo, no Concelho de Almada.

- Registos fonográficos: Gravaram duas cassetes audio.


2000 CD) Meu Alentejo querido (Registo Sonoro).
- Edição: Lusosom.
Cota: FF CA CD0031 - FaiAlentejo


 - Repertório: Cantam as "modas" mais expressivas do Alentejo que conseguiram furar a barreira do tempo, adaptando às mesmas as letras actualizadas no tempo e considerando a zona onde se inserem, não desobedecendo às suas raízes, profundas. Referem-se, do CD Meu Alentejo querido (2000), as seguintes: Alentejo, Alentejo; Ao romper da madrugada; Rosa branca desmaiada; Silva que estás enleada; Ó águia que vais tão alta; Vai colher a silva; O Alentejo é esperança; As mondadeiras; Fui dispor a salsa verde; Verão; Ai que noite tão serena; Olha noiva se vai linda; Que é feito dos velhos montes; O menino Jesus; Promessas; Cabelo entrançado; No jardim a rosa branca; Meu Alentejo querido.


In: “Corais Alentejanos” (em actualização), de JFP. Edições Margem. 1997.

sexta-feira, março 17, 2017

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais e Instrumentais:

LOURES - Odivelas

Grupo Coral e Instrumental "Ecos do Alentejo"
Nota: Grupo desativado. Fica o registo!




Ficha Técnica:
 
- O Grupo foi fundado em 12 de Novembro de 1982.

- O Grupo é composto por 16 elementos.

- Trajo: Camisa branca; Gravata azul; Calça azul (homens); Saia azul (mulheres); Sapato preto.

- Histórico: Atuaram de Norte a Sul do País, em festas, encontros e desfiles. Estiveram uma semana na Suíça, onde fizeram quatro actuações, a pedido da Associação Portuguesa de Neuchatel. Actuaram para três programas da RTP e uma vez para a RTPI. Tem presenças em todas as rádios locais, da zona da grande Lisboa. Na Rádio Lagos (Algarve), estiveram três semanas no 1º. Lugar, do TOP.

- Registos fonográficos: Gravaram dois LP’s; um single; seis cassetes áudio; e um CD.


1986 – (K7) Dá-me um pinguinha de água . Edição: Inter Fase
Temas: Ai não tem não tem; Sou português emigrante; Pirolito; Lisboa ó linda Lisboa; o Rouxinol; O Pastor alentejano; É lindo na Primavera; Não quero que vás à monda; Dá-me uma pinguinha de água.
Cota: FF CA K7-0041


1991 – (K7) Nossa Senhora do Carmo. Edição:  Inter Fase.
Temas: Saias à nossa moda; Quando da terra abalei; Eu nasci no Alentejo; Os cucos cantam assim; Minha aldeia é branquinha; Nossa Senhora do Carmo; Senhor roubado; S. João larão.
Cota: FF CA K7-0042


1999 – (K7) Alentejo terra amada. Edição: Inter Fase
Temas: Saias do Alentejo; Cantarinhas de Beringel; Há lobos sem ser na serra; Alentejo terra amada; Oh meu tirone; Os caçadores e as rolas; Passarinhos do meu Alentejo; O Sobreiro.
Cota: FF CA K7-0043


- 1995 – (CD) O Melhor do Alentejo. Edição da INTERFASE - Lisboa
Cota: FF CAI CD0015
Cota: 071.4 - ECO - CD 5514. Catálogo Cante Alentejano (Polo da Baixa da Banheira da Biblioteca da Moita).


- Repertório: Tendo por base o cancioneiro Alentejano, fazem adaptações nas letras, da responsabilidade do Grupo. Destacamos: CD (1995): O Pastor pôs-se a pensar; As terras do Alentejo; Primavera em flor; Sines, tem porto de Mar; Quero ir ao Alentejo; Alto pinheiro ramudo; Nós somos Alentejanos; Tanta terra abandonada; Nos campos cantam os grilos; Cantarinhas de Beringel; Saias do Alto Alentejo; Nostalgia; Manhã fresca; Ceifeiras; Saias à  nossa moda; Saias do Alentejo.

In: "Corais Alentejanos" (em actualização) de JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 303/305.


quinta-feira, março 16, 2017

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais:

LOURES - SACAVÉM:

Grupo Coral da Liga dos Amigos
da Mina de São Domingos

Travessa do Chafariz, 6
2685 Sacavém
Tel.: 219 424 318






FICHA TÉCNICA:

. O Grupo foi fundado em 17 de Abril de 1976.

. Ensaiam aos Sábados, das 17 às 19 horas, no Sindicato dos Químicos.

. O Grupo é composto por 22 elementos:

. Trajo: Colete castanho; Calça castanha; Camisa branca; Cinta preta; Chapéu preto; Lenço vermelho.

. Histórico Têm uma média de 15 a 20 actuações por ano, com actuações em todo o Alentejo e zona da grande Lisboa, onde se realizam: Encontros de Grupos Corais; desfiles e Festas. Destacamos: Centro Cultural de Belém; Voz da Planície; Parque das Nações; FIARTIL; Museu da República; FOLKLOURES; Etc.. Gravaram para televisão (Canal 1), para um programa sobre a Mina de São Domingos. Tem colaborado em programas das rádios locais: Nova Antena e Horizonte Tejo. Fizeram uma gravação para a Rádio, no Algarve, em Faro.

. Registos fonográficos:
  1985 (K7): Cante Alentejano (registo sonoro). Edição da Casa do Alentejo .
Fonoteca Faialentejo: cota: FF  CA K7-0030


1987 (K7): Rancho Coral da Liga dos Amigos da Mina de São Domingos (registo sonoro) Edição: Rancho Coral da Liga dos Amigos da Mina de São Domingos
Fonoteca Faialentejo: cota: FF  CA K7-0032


1999 (K7): Nas Minas de São Domingos (registo sonoro. Edição: Iberdisco, Lda
Fonoteca Faialentejo: cota: FF  CA K7-0091


. Repertório: Do seu reportório fazem parte as "modas" que se cantam por esse Alentejo fora e que conseguiram resistir ao tempo. Algumas letras, da responsabilidade dos elementos do grupo, foram adaptadas ao momento actual e à zona onde estão inseridos. Destacam-se as seguintes "modas":Mina, terra arraiana; Ao romper da bela aurora, sai a pomba do pombal; Nosso lindo Portugal; Os trabalhadores passam a cantar; Eu hei-de ir ao Alentejo; Mértola és tão velhinha; Sacavém dos meus amores; Liga dos Amigos; Neste concelho de Loures; Toda a bela noite eu ando; Restolho da terra queimada. Nas Minas de S. Domingos (Mineiro); Moreninha dá-me um beijo; Alentejo dos lindos trigais; Venham ver o Alentejo; Mondadeiras lindo rancho; Mineiro alentejano; Já fui moço de recados; No jardim a sosa branca; Oh que linda pastorinha; Ao romper do dia; Só uma pena me existe; Com florinhas à janela;

. Objectivos: Divulgação do cante alentejano.

Consideram importante realçar o apoio concedido pelas Autarquias do concelho. Expressam, também, os seus agradecimentos ao Sindicato dos Químicos, pela cedência das instalações, para os ensaios.

In: “Corais Alentejanos” (em actualização). De JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 299/301.


quarta-feira, março 15, 2017

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais:

SETÚBAL - Setúbal

Grupo Coral Alentejano "Amigos do Independente"




Grande parte dos seus elementos, fizeram parte do:
Grupo Coral os "Os Unidos do Alentejo"
Coop. de Hab. e Const. Económica Bem-Vinda a Liberdade, CRL
Faralhão – Setúbal


    Ficha Técnica: 

- O Grupo foi fundado em 13 de Março de 1983.

- Grupo composto por 27 elementos (actualmente).

- Trajo: Calça cinzenta/castanha; Colete cinzento/castanho; Camisa  azul riscada; Chapéu preto; Lenço rameado com fundo vermelho; Emblema do grupo

- Histórico: Tem uma média de 15 a 20 desempenhos por ano, na sua grande maioria, no Alentejo e na zona da grande Lisboa, em Desfiles, Encontros de Grupos Corais e Festas.

- Registo Fonográfico: 1990 (K7): GRUPO CORAL UNIDOS DO ALENTEJO (registo sonoro), Edição de CLAVE edições Musicais. FF CA K7-0010

- Repertório: Cantam as "modas" que se cantam por todo o Alentejo e que conseguiram resistir ao tempo. Adaptaram algumas das letras ao momento actual e ao local onde habitam e trabalham. Cassete (1990): Trabalhador do  campo; Pastor alentejano; Fui colher uma romã; Trabalha, homem trabalha; Vai colher a silva; Faralhão  tem um grupo; A vida no campo é bela; Camponesa alentejana; Que inveja tens tu das rosas; Aurora vive na serra; Seara ao  vento suão; Ao romper da bela aurora; Pelo toque da viola.

In: "Corais Alentejanos" (em actualização), de JFP. Edições Margem. 1997.

domingo, março 12, 2017

TRATADO DO CANTE – Grupos Corais:

DIÁSPORA (Grande Lisboa) – Setúbal:

Grupo Coral Alentejano “Os Amigos dos Sadinos"
Rua António José Batista, 59
2900 Setúbal





Ficha Técnica:   
      
- O Grupo foi fundado em 23 de Fevereiro de 1994.

- Ensaiam às Sextas-feiras, às 19 horas.

- O Grupo é composto por 23 elementos.

- Trajo: Calça azul; Colete azul; Camisa branca; Chapéu preto; Lenço azul, às bolinhas brancas.

- Histórico: Tem uma média de 8 a 10 desempenhos por ano, na sua grande maioria, em Encontros de Grupos Corais, quer no Alentejo, quer na zona da grande Lisboa.

- Repertório: Cantam as "modas" que se ouvem por todo o Alentejo e aonde há Alentejanos, com as letras adaptadas ao momento atual e à zona onde se inserem. Destacamos as seguintes: Alentejo canta; É bonito o Alentejo; Nossa linda aviação; As margens do Sado; Setúbal linda cidade; As flores do Alentejo.

in: "Corais Alentejanos" (em actualização), de JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 347/349.