quarta-feira, maio 10, 2017

TRATADO DO CANTE – Grupos Corais

ALJUSTREL – São João de Negrilhos:

Grupo Coral da Freguesia de São João de Negrilhos
Rua 5 de Outubro, 22 - Montes Velhos  
7600-401 São João de Negrilhos
Telefone: 284666300





 Ficha Técnica:   
        
-         O Grupo foi fundado em 15 de Outubro de 1988.

-         Ensaiam às Sextas Feiras à noite.

-         Tem o seu Encontro anual em Agosto.


-         O Grupo é composto por 24 elementos:

-         Trajo: Colete cinzento; Calça cinzenta; Camisa azul clara; Lenço verde; Chapéu preto de aba direita.

-         Histórico: Tem desempenhos por todo o Alentejo e na zona da grande Lisboa, onde se realizam Encontros de Grupos Corais, Desfiles e Festas. Registam-se os desempenhos em Conceição de Faro, Algarve; São Martinho do Porto; Serra d'El-Rei; Salgueiros (…).

-         Registos Fonográficos: Nada a registar.

-         Repertório: Do seu reportório fazem parte as "modas" que se cantam por todo o Alentejo, com as adaptações feitas, nas letras, da responsabilidade do Sr. António Fernandes, considerando a época actual e a zona onde estão inseridos.


In: “Corais Alentejanos” (em atualização), de JFP. Edições Margem. 1997. Pág.: 93/94.

terça-feira, maio 09, 2017

TRATADO DO CANTE – Grupos Corais:

ALJUSTREL - Aljustrel

Grupo Coral do Sindicato da Indústria Mineira do Sul "Mineiros de Aljustrel"
7600 Aljustrel








Ficha Técnica:

- O Grupo foi fundado em 18 de Janeiro de 1926.

- Ensaiam às Sextas Feiras, pelas 19 horas na Sede do Sindicato.

- O Grupo é composto por 23 elementos (+).

- Trajo: Fato de macaco, de cotim azul (trajo de mineiro); Lenço verde e vermelho; Capacete de mineiro.

- Histórico: Fazem entre 40 e 50 actuações por ano com desempenhos em todo o País em Encontros, Desfiles, Festas, Concursos e Festivais, com especial relevo para as actuações em todo o Alentejo e na zona da Grande Lisboa, onde são mais solicitados. Dos seus desempenhos salientam-se os seguintes: Televisão: Festival da canção em 1989 para a RTP; Programa 1,2,3 no Canal 1; Programa em Português nos Entendemos, no Canal 2; Cerimónia de Entrada de Portugal na CEE, na TVI. Estrangeiro: Actuações na festa de L'Humanité, em França. Concursos:        Beja, Castro Verde, Casa do Alentejo. Festas: Festa do Avante; Festa da Amizade, no Larangeiro; Festa do Inatel em Serpa. Dia de Camões: Desempenhos no Teatro Trindade, São Pedro do Sul, Coliseu dos Recreios, Teatro D. Maria II, FIL. Festivais:     Festival Internacional de Folclore do Algarve. Entre outras.

- Registos Fonográficos:
. Um LP (vinil) com 2 registos (esgotado);


.1975 (Maio) (EP) vinil Grupo Coral dos Operários Mineiros de Aljustrel
- Edição: Arnaldo Trindade & Cª. Lda.
Cota FaiAlentejo: FF CA LP-028


.1975 (K7): Grupo Coral dos Operários Mineiros de Aljustrel
- Edição: Arnaldo Trindade & Cª. Lda.
Cota Faialentejo: FF CA K7-0046


.1984 (K7): Grupo Coral dos Operários Mineiros de Aljustrel

.1996 (K7): Folclore Português
- Edição: Movieplay Portuguesa, SA
Cota Faialentejo: FF CA K7-0094


.1996 (CD): Colecção de Folclore Alentejano
- Edição: de C. M. de Portel
- Gravado em 1948, pelo Prof. Joaquim Roque.
- Fonte: Grupo Coral Dr. Bento Parreira do Amaral da Casa do Povo do Sindicato Mineiro de Aljustrel.
Cota Faialentejo: FF CA CD-0034


.1998 (CD): O Cante da Água - Cante a Despique e Baldão
- Edição: ImagemImenso, Lda.
Cota Faialentejo: FF CA CD-0023


1998 (2 CDs ): O Cante Alentejano
- Edição: Public-art, Editora - Coimbra
- Grupos: (…); Mineiros de Aljustrel; (…).
- O Melhores Coros Amadores da Região
Cota: FF CA CD-0025 - FaiAlentejo


.2002 – (CD) Aljustrel Tradição Musical
- Editado por CNM – Companhia Nacional de Música
Cota Faialentejo: FF CA CD0047


- Repertório: Do seu reportório fazem parte as "modas", que se cantam no Alentejo, com a influência da zona onde estão inseridos e da sua profissão. Modas: Hino dos Mineiros, Aljustrel é nossa terra, Ceifeira do Alentejo, Ao romper da bela aurora eu ouvi um passarinho, É tão grande o Alentejo, A galinha da minha vizinha, Aljustrel vila mineira, Já deixei o Alentejo, Ceifeira linda ceifeira, Alentejo dos trigais, Aljustrel do Alentejo no centro da agricultura, Quem há-de meu bem quem há-de, Dá-me um beijo morena, Vá-se embora seu maroto, Sines é porto de mar, Almocreve cantando, Ao romper da bela aurora sai o pastor da choupana, Aljustrel terra velhinha, Ao romper da bela aurora sai a pomba do pombal, Um raminho de flores, Grupo coral dos Mineiros no Sindicato assinado, Quando eu fui ao jardim, Nasce o Sol no Alentejo, Vai de centro ao centro, Vila de Aljustrel, Eu sou português, Vai colher a silva, Camponês alentejano, Grândola vila morena, Fim de sessão.

In: “Corais Alentejanos” (em actualização), de JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 87/89.

segunda-feira, maio 08, 2017

TRATADO DO CANTE – Grupos Corais:

ALJUSTREL – Ervidel

Grupo Coral Feminino “Flores de Primavera” de Ervidel
Rua das Eiras, 1  
7600 – 219 Ervidel





                                    
Ficha Técnica:
                  
- O Grupo foi fundado em 1979.

- Ensaiam aos Sábados, à noite.

- Organizam o Encontro Anual de Grupos Corais de Ervidel, entre Julho e Setembro.

- O Grupo é composto por 21 elementos.

- Trajo: Blusa Branca; Saia Preta; Chapéu preto; Meia Castanha; Avental de cores garridas; Lenço de cores garridas.

- Histórico: Tem atuado por todo o Alentejo e na zona da grande Lisboa, onde a comunidade alentejana é bastante forte e também noutros pontos do País. Realçamos as atuações em: Chamusca; Castelo Branco; Tires; Barreiro; Lavradio; Brandoa; Seixal; Feijó; Amadora; Baixa da Banheira; Casa do Alentejo, em Lisboa; Desfile na Av. da Liberdade, em Lisboa, no ano de 1995, entre outras.

- Registos fonográficos: Fizeram duas gravações em cassete áudio em 1986 e 1990.

- Repertório: Baseando-se na recolha que fizeram das "modas", da zona, a algumas das que cantam adaptaram letras que focam motivos atuais, que são da responsabilidade do grupo. Mantém, no entanto, algumas "modas", que se impuseram no tempo e mantém a sua estrutura original, que tão bem definem o sentir Alentejano. Cassete (1990): É tão grande o Alentejo; É tão linda a Primavera; As margens do Roxo; Já perdeste a beleza; Que bonito não seria; Nosso lindo Portugal; Rouxinol canta na balsa; As águas naquele rio; Ervidel és lindo; Governo de Portugal; Ó Portugal pequenino.


In: “Corais Alentejanos” (em atualização), de JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 79/80

domingo, maio 07, 2017

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

2015 – (CD) “O Canto e o Cante”

Ficha Técnica:
- Edição: Adágio – Produções áudio e vídeo
- Direção Musical e Arranjos: João Veiga.
- Temas: Eu já fui a Elvas; Minha casa é o Alentejo; Não quero que vás à monda; Montinho; Saias de São Mateus; Lira; Aldeia de Vendas Novas; Cravo roxo; Eu esta manhã achei; Ó menina Florentina; Mulher; Saia engomada; Lampião; Roseira enxertada; Rapsódia alentejana.

Grupo Voz Amiga – Terrugem - Elvas.
Cota FaiAlentejo: FF CA CD 0117

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais:

ALJUSTREL – Aljustrel

Grupo Coral do Movimento Democrático das Mulheres
Aljustrel




 Ficha Técnica:

- O Grupo foi fundado em 8 de Março de 1987.

- O Grupo é composto por 26 elementos.

- Trajo: Blusa branca, bordada, com uma fita vermelha em redor da gola, formando laço; Saia preta; Meias cor de carne; Sapatos pretos.

- Histórico: O Grupo iniciou-se num Encontro, realizado em Aljustrel, para Comemoração do Dia Mundial da Mulher, no ano de 1987. Desde então, tem participado em vários Encontros de grupos corais, Desfiles e Festas populares, divulgando e afirmando o cante Alentejano. Atua regularmente na Vila de Aljustrel e em todo o Concelho. Já efetuou diversos desempenhos em Beja; Amadora; Alvalade; Baixa da Banheira; Cercal do Alentejo; Espinhel (Águeda); Évora; Sines. Em Lisboa: no Castelo de São Jorge e na Aula Magna da Universidade onde se realizou o Congresso do M.D.M. Participou em três programas de rádio, na Rádio Castrense.

- Registos fonográficos:
1998 (2 CDs ): O Cante Alentejano (registo sonoro)
Edição: Public-art, Editora - Coimbra
Grupos: (…); M.D.M. de Aljustrel; (…).
Cota: FF CA CD-0025 - FaiAlentejo


- Repertório: Do reportório do grupo constam essencialmente as "modas" Alentejanas, que falam da terra e de quem a trabalha, das vastas planícies, da riqueza e da agricultura dos seus campos, os montes, dos gados e dos pastores, das minas, das barragens (incluindo a tão desejada ALQUEVA). Além das modas referidas incluem também temas de tradição popular «tão queridas ao Grupo» e algumas canções de intervenção, As adaptações das letras às modas, considerando o momento atual e a zona onde estão inseridos, são da responsabilidade dos elementos do grupo.

Nota: Grupo desativado.


In: "Corais Alentejanos" (em atualização), de JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 83/85.