sexta-feira, fevereiro 22, 2019

TRATADO DO CANTE – Gente do Cante:


ANTÓNIO GALVÃO - O Pintor do Cante. (1945 – 2015).


Conheci o António Galvão através do Manuel Geraldo. Homem generoso e amante do seu/nosso Alentejo e da sua forma de exprimir, cantando. Estava em marcha a organização do I Congresso do Cante (1997). Naturalmente o António Galvão aceitou colaborar. São dele todos os trabalhos gráficos e de divulgação do Congresso: cartazes, autocolantes, regulamento, etc..




Deixou-nos uma vasta obra e destaco as 16 pinturas alusivas a modas do Cante, que são propriedade (a sua maioria) do Município de Moura.

quinta-feira, fevereiro 21, 2019

TRATADO DO CANTE - Almanaque:


TRATADO DO CANTE – Almanaque:

CANTIGAS

Cantigas da minha terra,
desta Terra Portuguesa,
a sua toada encerra
uma tão funda tristeza.

Que, quem as ouça cantar
- e uma guitarra a tenir -
com certeza há-de sentir
o coração a chorar.

Se inventado foi o canto
para as mágoas espalhar,
suspendei, olhos, o pranto,
vinde comigo cantar.

Sou trovador, sou poeta,
canto fado pela rua…
- é que a minha alma inquieta,
quer ir abraçar-se à tua.

(…)

Cantigas de Portugal,
País de sonho e de amor:
- ao cantá-las, por meu mal,
mais subiu a minha dor.




Fonte: “Retalhos da vida”. De Eduardo Geraldo. 1917. Impresso por Democracia do Sul, Montemor-o-Novo. Pág.s 67/75.

quarta-feira, fevereiro 20, 2019

TRATADO DO CANTE – Almanaque:


A CANÇÃO DA MINHA VIDA



(…)
A canção da minha vida,
Se eu a pudesse cantar,
Era uma canção comprida
Para não mais acabar.
(…)”

Pág. 17


A Canção da minha vida”. Poemas de João Rebocho. Compilados e anotados por: Manuel Godinho Mendes Gato e João Feliz Nogueira Namorado. Edição da Câmara Municipal de Sousel. Composição, montagem e impressão de DIONÍSIO Guedelha Gordo. Portalegre, 1995.