sábado, março 02, 2019

TRATADO DO CANTE - À Minha Moda:

MELANCOLIA DO CAMPO

Ponto: O Sol é que alegra o dia
Pela manhã quando nasce
O Sol é que alegra o dia
// Sorrindo, ceifando
Pela manhã quando nasce
Alto: Triste de nós que seria
Coro: Se o Sol um dia faltasse
Triste de nós que seria
//Sorrindo, ceifando
Se o Sol um dia faltasse

Alto: Melancolia do campo
Coro: Oiço o meu amor cantar
Debaixo de um Sol ardente
// Sorrindo, ceifando
Até um dia findar

Alto: Até um dia findar
Coro: Alegria para a gente
Oiço o meu amor cantar
// Sorrindo, ceifando
Debaixo do Sol ardente

Ponto: Já no Céu não há estrelas
Se não uma ao pé da Lua
Já no Céu não há estrelas
// Sorrindo, ceifando
Senão uma ao pé da Lua
Alto: Tenho corrido não acho
Coro: Cara mais linda que a tua
Tenho corrido não acho
// Sorrindo, ceifando
Cara mais linda que a tua

Alto: Melancolia do campo
Coro: Oiço o meu amor cantar
Debaixo de um Sol ardente
// Sorrindo, ceifando
Até um dia findar

Alto: Até um dia findar
Coro: Alegria para a gente
Oiço o meu amor cantar
// Sorrindo, ceifando
Debaixo do Sol ardente

Refª.:Cassete: Grupo Coral "Ceifeiros de Serpa". Edição.: M. L. S. H. Matos – Quinta do Conde. 1994. Cota Faialentejo:FF CA K7 0025.


ceif002

Nota: Foto de pintura de Leonel Borrela.

domingo, fevereiro 24, 2019

TRATADO DO CANTE - Provas de Cante:

1998 05 21- O Grupo Coral e Etnográfico "Os Trabalhadores" de Ferreira do Alentejo, no Espaço das 7 às 9, no CCB - Centro Cultural de Belém, visto por um caricaturista. Não sei o nome do autor destas caricaturas.