sábado, agosto 05, 2017

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais:

AMADORA – Falagueira

Grupo Coral Alentejano da Amadora
Rua João Hogan, nº 8
2700-478 Amadora
Telefone: 214925222
Email: aurpif@iol.pt





NOTA: O primeiro Grupo Coral Alentejano a atuar no CCB - Centro Cultural de Belém, em 29 de Abril de 1997, no Espaço das 7 às 9.

Ficha Técnica:

- As origens do grupo remontam aos primórdios da década de 50, quando alguns dos seus elementos (fundadores) atuavam na antiga Cozinha Alentejana, localizada na Avenida Gago Coutinho, junto ao Aeroporto da Portela, em Lisboa. No início dos anos 60, esses mesmos elementos dinamizaram o futuro grupo coral representativo da Casa do Alentejo. Em 1972, o grupo transitou para a Casa do grande impulsionador e amigo do "cante" Alentejano – Alexandre Felizardo, na Rua Pedro Franco, 6-A, na Amadora. 
Atualmente Pertence à AURPIF - Associação Unitária Reformados, Pensionistas e Idosos da Falagueira; também conhecido por Grupo Coral Alentejano dos Reformados da Falagueira.

- Em 1997, comemoraram as, suas, Bodas de Prata.

- Ensaiam às Sextas feiras, à noite, na SFRA.

- O Grupo é formado por 24 elementos.

- Trajo: Camisa branca; Calça castanha; Colete castanho; Lenço grená ao pescoço.

- Tem uma média de 25 a 30 actuações por ano.

- Ao longo da sua existência, actuaram ao vivo em programas de rádio e de televisão. Em todo o território nacional, em Encontros de Grupos Corais, Desfiles e Festas, em todo o Alentejo e na zona da grande Lisboa.

- Registos Fonográficos:
1985 (K7): Cante Alentejano (registo sonoro)
Edição: Casa do Alentejo
Fonoteca Faialentejo: cota: FF  CA K7-0030


S.D. (K7): Grupo Coral Alentejano S.F.R.A. Amadora
Edição: Grupo Coral Alentejano S.F.R.A. Amadora
Fonoteca Faialentejo: cota: FF  CA K7-0019


S.D. (K7): Grupo Coral Alentejano S.F.R.A. Amadora
Edição: Cristina Pereira
Fonoteca Faialentejo: cota: FF  CA K7-0026


1994 (Cassete): GRUPO CORAL S.F.R.A.A. 1989
Edição: Maria L. S. H. Matos:
Fonoteca Faialentejo: cota: FF  CA K7-0001


- Repertório: Cantam as "modas" que conseguiram resistir ao tempo, mantendo-se actualizadas, embora, algumas delas, com novas letras (grande parte, são da autoria do Senhor Francisco Poeira), que se reportam ao tempo actual e à zona onde o grupo está inserido, mas nunca esquecendo as suas raízes. Destacam-se: O meu Alentejo; O Alentejo em Lisboa; Sempre que canto esta moda; Alentejo és invejado; Pelo toque da viola; Ó linda pombinha branca; Lavoura antiga; Que lindas donzelas; Alqueva do Alentejo; Quando eu vim para Lisboa; Morrem as aves voando; Ó-ai-li-lari-ló-lé. Hino do Mineiro; Alentejo, terra do pão; Jardim florido; Lavoura nova; Cantarinhas de Beringel; Minha linda mocidade; Ao partir da minha terra; Pombinha branca.


in: "Corais Alentejanos" (em atualização), de JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 275/277.

sexta-feira, agosto 04, 2017

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais:

AMADORA - Damaia:

Grupo Coral da Damaia "Os Alentejanos"

Praceta Correia Garção
Damaia - 2720 Amadora




Ficha Técnica:

- O Grupo foi fundado em 1980.

- Ensaiam às Sextas-feiras, à noite.

- O Grupo é composto por 32 elementos.

- Trajo: Colete cinzento; Calça cinzenta; Camisa azul aos quadradinhos; Chapéu preto; Lenço azul rameado.
         
- Histórico: Têm uma média de 20 a 55 desempenhos por ano. As suas atuações têm mais significado, no Alentejo e na zona da grande Lisboa, onde realizam: Encontros de Grupos Corais; Desfiles e Festas. Participaram nos Congressos sobre o Alentejo em: Elvas, Évora, Sines, Beja; Estremoz; no Concurso de Grupos Corais em Castro Verde em 1993. Têm tido participações regulares no Centro Cultural de Belém. Participaram em 4 programas de televisão e no filme Capitão Roby.

- Registos fonográficos:
Cota FaiAlentejo: FF CA K7-0030
- 1985 (K7): Cante Alentejano
- Edição: Casa do Alentejo
- Grupos: Damaia; (…)
- Modas: (…)


Cota FaiAlentejo: FF CA K7-0028
- 1987 - (K7): Grupo Coral da Damaia "Os Alentejanos”
- Edição: DUPLISOM

- Modas: O Nosso Alentejo; Sai a pomba do pombal; deitando a semente à terra; Semeando novos rumos; Fui-me embora p’ra cidade; Senhora cegonha; Ao partir da minha terra; Achou-se uma trovoada; Nossa Senhora do Carmo; Rubras papoilas; Ceifeira, linda ceifeira.



Cota FaiAlentejo: FF CA CD0054
- 2005 – (CD) Semente à Terra.
- Editado por Grupo Coral da Damaia “Os Alentejanos”.
- Modas: Deitando a semente à terra, Fui-te ver estavas lavando, Lá vai uma embarcação, Levantei-me um dia cedo, Foste-te gabar ao “porto”, Que inveja tens tu das rosas, Óh! Vizinha dê cá lume, Fui-me embora para a cidade, Sado, Mira e Guadiana, Já morreu quem me lavava, Pastorinha, Semeando novos rumos, Pelo toque da viola.


- Repertório: Cantam as modas, que melhor representam o Alentejo e que conseguiram resistir ao tempo e que constam do Cancioneiro Alentejano. Salienta-se, entre outras:
Vai remando, vai remando; Lá vai uma embarcação; Do nosso Alentejo; Sai a pomba do pombal; Deitando a semente à terra; Semeando novos rumos; Fui-me embora p'rá cidade; Senhora Cegonha; Armou-se uma trovoada; Nossa Senhora do Carmo; Ceifeira, linda ceifeira; Fui a um jardim florido; Levantei-me um dia cedo; Ó vizinha tem cá lume, Fui te ver estavas lavando; O galo quando canta é dia; Estava dormindo acordei.

- Objectivos:     
·         Contribuir para que o Cante Alentejano seja Património Regional e Nacional:
·         Divulgar o Cante Alentejano no Mundo;
·         Criar condições para que os jovens se integrem no Grupo;
·         Em nova sede, criar condições para desenvolver actividades culturais: de representação e divulgação; de aprendizagem e formação; concursos e exposições; etc.;
·         Celebrar protocolos com Escolas do ensino básico e secundário;

- Outras Informações:
                   Grupo com sede própria e estatutos;
                   Membros da Associação de Cante Alentejano “A Moda”.

In: “Corais Alentejanos” (em actualização), de JFP. Pág.s: 283/284.