sábado, janeiro 09, 2016

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais:

Grupo Coral e Etnográfico "Alma Alentejana" de Peroguarda

Junta de Freguesia de Peroguarda
Largo Quirino Mealha
7900 Peroguarda





Ficha Técnica:                      
- Fundado em 1936, pelo Prof. Joaquim Roque. Estiveram em actividade até 1960. No período de 1960 a 1988, atuaram esporadicamente e quando solicitados. Desde 1988 que se mantém reagrupados, mantendo, no entanto, as mesmas características que lhe deram origem: defendendo o "cante" alentejano; mantendo os "trajos"; revivendo os "balhos"; enfim, a tradição desta zona.

- O Grupo é composto por 23 (+) elementos.

- Trajo: Homens: Domingueiro: Jaqueta e colete de astracã preta; cinta de algodão preta; calça preta à boca de sino; camisa branca; lenço branco, bordado com o nome do cantador; chapéu preto. Ceifeiro: Camisola de riscado, aos quadradinhos, azul e branco; colete de cor; calça de cotim "militar"; lenço branco rameado e bordado com o nome do cantador; chapéu preto; algibeira separada atada à cintura; foice e canudos de cana para os dedos das mãos, como adereços. Pastor: Camisola de trabalho, de várias cores; calça de cotim "militar; jaqueta de saragoça; pelico; safões de pele; chapéu preto; cajado; corna. Varejador: Camisola de riscado, aos quadradinhos, azul e branco; colete de cor; calça de cotim "militar"; lenço branco rameado e bordado com o nome do cantador; chapéu preto; vara de varejar. Mulheres: Domingueiro: Camisa de cor; casaco e saia comprida, pretas; avental bordado, descaído; lenço garrido, sobre a cabeça, apanhado à frente, com as pontas a cair sobre o peito; meias de linha, de cor; chapéu preto. Ceifeira: Camisa de cores, saia comprida, apanhada entre pernas; lenço colorido, apanhado de rebuço; chapéu preto; meia de linha, de cor; bota de cabedal de cano, com atacadores; mangueiras; punhos; avental, em regaço; alcofa para o farnel. Mondadeira: Camisa de cores, saia comprida, apanhada entre pernas; lenço colorido, apanhado de rebuço; chapéu preto; meia de linha, de cor; bota de cabedal de cano, com atacadores; mangueiras; punhos; avental, em regaço; sacho. Apanhadeira de azeitona: Camisa de cores, saia comprida, apanhada entre pernas; lenço colorido, apanhado de rebuço; chapéu preto; meia de linha, de cor; bota de cabedal de cano, com atacadores; mangueiras; punhos; avental, em regaço; alcofa com duas asas para a azeitona. Aguadeira: Camisa de cores, saia comprida, apanhada entre pernas; lenço colorido, apanhado de rebuço; chapéu preto; meia de linha, de cor; bota de cabedal de cano, com atacadores; mangueiras; punhos; avental, em regaço; enfusa; "cocharro" de cortiça.

- Histórico: Ao longo dos seus anos de existência, considerando as várias interrupções, a que se sujeitaram, tem atuado nos mais diversos pontos do País. Participaram nas festas dos Centenários, em 1940, em Lisboa e Porto, período em que se encontravam em franca atividade. Participaram nas festas do cinquentenário da "Aldeia Mais Portuguesa de Portugal", em 1988, em Monsanto. Neste novo período da sua existência atuaram em Coimbra, em homenagem a Michel Giacometi; em Ferreira do Zêzere; Lisboa; Porto; Viana do Castelo; Beja; Évora; Cuba; Ferreira do Alentejo; Viseu; Póvoa do Varzim; Póvoa do Lanhoso; Castro Verde, Feijó; Tires; Vendas Novas. Tem uma gravação, feita em filme, para a um documentário, sobre a vida de Michel Giacometi.

- Registos fonográficos: Um L.P. em 1940. Uma cassete áudio em 1989.

- Repertório: Cumprindo escrupulosamente as origens do cante, incluem no seu reportório, todas as modas que se cantavam nesta zona, que tão rica é.
Cassete (1989): Viva o nosso Portugal; Castelo de Beja; Já lá vem o Alto Mar; Lindo ramo verde escuro; Mas que noite tão serena; As nuvens que andam no ar; O Alentejo dá pão; Pastorinha vem comigo; Olha a laranjinha do meu quintal; Loendreiro; Abre-te campa sagrada; Senhora da Conceição.
Fazem parte integrante do seu reportório as: "Modas de cadeia"; as "Valsas Marcadas"; e as "Modas Tradicionais".


In: “Corais Alentejanos”, de JFP. Edições Margem. 1997.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

1993 – (K7) Grupo Coral Alentejano "Lírio Roxo" (Registo Sonoro). 



- Edição: Alberto Oliveira

- Modas:   Lírio Roxo; Prece; A vida do marinheiro; a minha terra é linda; Lindo ramo verde escuro; A lavoura; Lá vai uma embarcação; Pelo toque da viola; Rosa branca desmaiada; Seixal és meu amor; Alqueva; VivaPortugal.

Grupo Coral Alentejano "Lírio Roxo, PaioPires, Seixal.
Cota: FF  CA K7-0035 - FaiAlentejo

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

2000 (CD) “Cânticos Alentejanos” (Registo Sonoro).



- Edição: Edições Paulinas – Lisboa.        
- Cânticos: Cristo Profeta; Senhor, tende piedade; Aleluia; Somos da terra do Pão; Fonte de água viva; O Bom Pastor; Ó Virgem Maria; O Menino de Serpa; O Menino de Pias; O Menino de S. Marcos da Ataboeira; Os Reis de Pias; Os Reis de Peroguarda; Além vai Jesus; Pelas vossas chagas; Perdão, ó meu Deus; Senhora das Dores; Santo António; São João; São Pedro.
Coro do Carmo de Beja.

Cota: FF CA CD0035 - FaiAlentejo

sexta-feira, janeiro 08, 2016

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais:

"Velha Guarda" do Grupo Coral de Viana do Alentejo

Rua de São Pedro, 123
7090 Viana do Alentejo




Ficha Técnica:              
       
- O Grupo foi fundado em 8 de Julho de 1986.

- Ensaiam às sextas-feiras, à noite.

- O Grupo é composto por 19/22 elementos.

- Trajo: Camisa branca; Colete preto; Calça preta; Chapéu preto; Lenço azul.

- Histórico: Têm uma média de 5 a 8 actuações por ano, em Encontros e Grupos Corais; Desfiles e Festas, no Alentejo e na zona da grande Lisboa.          

- Repertório: Cantam as "modas" que recolheram junto dos mais velhos com adaptação de novas letras à situação actual. Salientam-se: Ó Virgem Senhora de Aires; Adeus Vila de Viana; Morena de raça; Que inveja tens tu das rosas; Alentejo, Alentejo; Só uma pena me existe.

in: "Corais Alentejanos", de JFP. Edições Margem. 1997.
Nota: Fotos tiradas no Encontro de Grupos Corais, no aniversário do GC Feminino de Viana do Alentejo, em 23/5/2015.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

1994 – (K7) Minha Linda Região (Registo Sonoro)



- Edição: Maria L. S. H. Matos
- Modas: Minha linda região; Moreninha dá-me um beijo; Guardo meu gado no campo; Já lá vem a Primavera; Rosa branca tu não vais; Nasce o sol no Alentejo; Eu vi andar as ceifeiras; Estava dormindo acordei; O Alentejo é que tem boas terras e trigais; Quando o galo canta cedo.
Grupo Coral "Eco do Alentejo", Corroios, Seixal

Cota FF  CA K7-0034 - FaiAlentejo

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

1996 (CD): Colecção de Folclore Alentejano (registo sonoro, com livreto)



- Edição: Câmara Municipal de Portel.
- Modas: O Deus-menino (Aljustrel); O menino (Vidigueira); O Deus-menino (Aldeia Nova de São Bento); O Deus-menino (Aljustrel); As janeiras (Vila de Frades); Os Reis (Castro Verde); Os três cavaleiros (Aldeia Nova de São Bento); Os três cavalheiros (Peroguarda); O canto das almas (Peroguarda); Rosa branca desmaiada (Beja); Minha amora madura (Beja); Morena (Mina de São Domingos); O Baixo Alentejo (Vila de Frades); Ferreira do Alentejo és minha terra natal (Ferreira do Alentejo); Aljustrel vila mineira (Aljustrel); Vasco da Gama (Vidigueira); Já fui a Lourenço Marques (Alvito); Lindo Ramo verde escuro (Peroguarda); O Alentejo dá pão (Peroguarda); Olha a laranja do meu quintal (Peroguarda); Já lá vem no alto-mar (Peroguarda).

FF CA CD-0034 - FaiAlentejo

quinta-feira, janeiro 07, 2016

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais

Grupo Coral e Etnográfico "Os Trabalhadores" da Casa do Povo de Ferreira do Alentejo 

Rua Capitão Mouzinho, 127. 900 Ferreira do Alentejo



Ficha Técnica:
- O Grupo foi fundado em Maio de 1963.

- Ensaiam às sextas-feiras, na Casa do Povo, à noite.

- O Grupo é composto por 19/22 elementos.

- Trajo: Domingueiro: Calça, colete e jaqueta castanha; Cinta e chapéu preto; Camisa branca; Lenço colorido. Almocreve: Camisola aos quadrados; Chapéu preto; Lenço colorido; Calça de ganga; Safões de cabedal; Arrelhada. Pastor: Camisa aos quadrados; Chapéu preto; Samarra; Safões de pele; Tarro de cortiça; Cajado. Ceifeiro: Camisola aos quadrados, atada à cintura; Lenço colorido; Chapéu preto; Calça de ganga; Safões de cabedal; Mangueiras; Foice; Canudos de cana.

- Histórico: Na Jugoslávia, em 1972, foram galardoados com o Primeiro prémio, entre 68 agrupamentos, oriundos de toda a Europa, na 8ª. semana folclórica de Zagreb. Como prémio deste feito, foram convidados especiais, numa festa, onde estiveram representadas as mais altas individualidades da Jugoslávia. Em 1975, na receção ao Marechal Tito em Portugal, representaram o Alentejo. Em 2004 estiveram nos Açores, na ilha do Faial onde participaram no VII Encontro de Música Tradicional. Em concursos tem no seu currículo: Primeiro e Segundo prémio em "Altos", em Castro Verde; Primeiro lugar em Lisboa, em 1967; Segundo prémio, a nível Nacional, no Pavilhão dos Desportos, Lisboa, em 1968. Em 1960 estiveram, no 1º. Festival de Folclore, na Penina, com transmissão direta na RTP. Estiveram nas Bodas de Ouro da Casa do Alentejo.Tem uma média de 15 a 20 desempenhos, por ano, divididos por Encontros de Grupos Corais, Desfiles e Festas, em todo o País, com especial incidência no Alentejo e na zona da grande Lisboa. Organizam anualmente o Encontro de Grupos Corais de Ferreira do Alentejo.

- Registos fonográficos: Gravaram para dez programas televisivos e em 1975, fizeram uma gravação para uma TV americana e gravaram para 68 programas radiofónicos, na Emissora Nacional, da responsabilidade de Manuel Aragão, entre 1962 e 1974. Gravaram dois discos (EP’s), em 1966 e 1972; Várias cassetes audio; 2 CDs’ (participações):
S/D (EP) vinil “Grupo Coral e Etnográfico “Os Trabalhadores” de Ferreira do Alentejo”. Edição: Tagus. Grupo Coral e Etnográfico “Os Trabalhadores” de Ferreira do Alentejo. Cota: FF CA EP-025 – FaiAlentejo
1992 (K7): Folclore de Portugal. Edição: Riso e Ritmo Discos, Lda. cota FF CA K7-0095 – FaiAlentejo.
1996 (K7): Folclore Português. Edição Movieplay Portuguesa, SA. (...) Grupo Coral e Etnográfico “Os Trabalhadores” de Ferreira do Alentejo. Cota FF CA K7-0094 – FaiAlentejo.
1998 (2 CDs ): O Cante Alentejano. Edição: Public-art, Editora – Coimbra. Cota: FF CA CD-0025 – FaiAlentejo.
1999 (CD): O Cante das Flores. Edição: ImagemImenso, Lda. Cota: FF CA CD-0022- FaiAlentejo.
S/D (CD): V Jogos do Concelho de Ferreira. Edição: Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo. Cota FF CA CD-0029 – FaiAlentejo.

- Repertório: Cantam as "modas" que conseguiram furar a barreira do tempo e se mantiveram, considerando a zona onde se inserem. Destacamos: Nós somos trabalhadores; Já morreu quem me lavava; Andei a guardar o gado; Ao romper da madrugada; Ceifeira, linda ceifeira; Alqueva e Galé; Malmequer criado no campo; Trigueirinha alentejana; Nasce o sol no Alentejo; Igreja da nossa terra; Ó minha pombinha branca; Ferreira do Alentejo.

“O Canto alentejano é maravilhoso, é um misto profano-sagrado e canta dois profundos sentimentos humanos: o amor e a saudade. Vem de longe, dos antepassados e ficou na alma do povo como relíquia viva de uma tradição que não morre. É sempre lindo e belo”. (Cota: FF CA EP-025 – FaiAlentejo).

In: “Corais Alentejanos”, de JFP. Edições Margem. (em atualização).
- Nota: Fotografia tirada no Encontro de Grupos Corais, em Ferreira do Alentejo, no ano de 2009.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
S/D (CD): No Paraíso Real (registo sonoro c/ livreto)


- Edição: O Canto do Som, Lda.
- Temas: Auto da criação do mundo; Oração do pobrezinho; Entrou um pobre e pediu; O povo da Vera Cruz; O monte da comuna; A Guerra da Alemanha contra a Rússia; A maldita da carriça; Há lobos sem ser na serra; Vimos pedir ao presidente; Vais preso João Brandão; A greve pelas oito horas; Trovas do tempo que passa; É a Grândola; Versos dedicados à Cooperativa Agricola de Santa Sofia; Quando se deu o caso de matarem os camaradas; ...; Camponês alentejano.

Cota: FF CA CD-0033 - FaiAlentejo

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

 1997 – (K7) S/T (Registo Sonoro)



- Edição: Som e Imagem, Lda.
- Modas: Pastor Alentejano; Sai a pomba do pombal; O tempo da mocidade; Alentejo casas brancas; Baixa da Banheira está; Baixa da Banheira cedo se levanta; Alentejo, Alentejo; Amora madura; Levantou-se um lavrador; Linda rosa dá-me um beijo; Venham ver o Alentejo.

Grupo Coral União Alentejana da Baixa da Banheira

Cota: FF  CA K7-0033 - FaiAlentejo

quarta-feira, janeiro 06, 2016

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais:

Grupo Coral "Vindimadores" da Vidigueira

Praça da República, 4
7960 Vidigueira

                       
Ficha Técnica:                     
- O Grupo foi fundado em 1934
- Ensaiam à sexta-feira
- O Grupo é composto por 23/25 elementos:
- Trajo: Calça preta; Colete preto; Camisa branca; Lenço branco com pintas pretas; Chapéu preto de aba direita; Bota preta.
- Histórico: É um dos Grupos Corais, Alentejanos, mais antigo. Foi o primeiro Grupo Coral Alentejano a deslocar-se a Lisboa, para atuar, em 1935, no Teatro São Luís. Na sua já longa existência, tem passado por várias fases. Vive, agora, desde 1989, uma fase ininterrupta de atividade. Tem uma média de 20 a 25 atuações por ano, por todo o País, participando em Encontros de Grupos Corais, Desfiles, Festas, Festivais e Concursos, divulgando o "cante" Alentejano. Fez alguns espetáculos em Televisão.
Em colaboração com a Companhia Pierre Deloche Danse, uma parte do Grupo esteve presente nos Encontros ACARTE/92, na Fundação Gulbenkian, em Lisboa, para apresentação do trabalho TEJALÉM. Em colaboração com a mesma Companhia de dança, também uma parte do Grupo, se deslocou a França, em Abril e Novembro de 1993, em Abril de 1994 e em Outubro e Novembro de 1995, para apresentação do trabalho "Campos" e espetáculos de "cante" Alentejano, em várias cidades de França.
- Registos fonográficos: Gravou alguns discos e cassetes, que não se encontram no circuito comercial. Em Abril de 1993 gravou em Lyon, França, um C.D. Em Dezembro de 1995, em colaboração com outros Grupos Corais Alentejanos, gravaram um C.D. intitulado "Cante de Natal e Ano Novo".

1967 (EP) vinil: Modas Corais do Baixo Alentejo
- Edição: ALVORADA.
- Diretor: Manuel António Manços
- Modas: Brasil e Portugal; Martim Moniz; A Bandeira Portuguesa; Ai que praias tão lindas.
Cota FF CA EP-017 - FaiAlentejo

1994 – (CD) Les Voix de l’Alentejo
- Edição: Audivis ETHNIC
- Modas: Pés d’Homens; Rondei estou rondando; ceifeira linda ceifeira; Os reis; Por causa do meu amor; Voa, voa pombinha voa, O Menino; Conde da Vidigueira; O nosso Baixo Alentejo; É lindo na Primavera; A Passarada; Com que letras se escreve Maria; A flor que abriu em Maio; Não venhas à minha janela; ‘Inda hoje não vi Ana; Meu Alentejo querido; Lindo ramo verde escuro; Ó águia que vais tão alta.
Cota: FF CA CD0013 - FaiAlentejo  

1999 – (CD) Por causa do meu amor meteram-me num convento
- Edição: Câmara Municipal da Vidigueira.
- Modas: Por causa do meu amor meteram-me num convento; Ó abre-me a porta; Moreninha dá-me um beijo; Toda a bela noite em que eu ando; Ainda hoje não vi Ana; Rondei, estou rondando; Pediste-me uma laranja; Chamaste-me extravagante; Não venhas à minha janela; Além daquela janela; Linda rosa dá-me um beijo; Malmequer criado no campo; Que inveja tens tu das rosas; Vidigueira é linda; Alentejo vinte vezes; Meu Alentejo querido; O nosso Baixo Alentejo; Adeus ó Baixo Alentejo; Ó águia que vais tão alta; Preto que só é homem; Viva a festa dos soldados.
Cota: FF CA CD0014- Faialentejo

- Repertório: Cantam as modas mais representativas do Alentejo.

In: "Corais Alentejanos", de JFP. Edições Margem. 1997. Em actualização.
Nota: A foto foi tirada no dia 5/1/2015, na Vidigueira, durante o Cante dos Reis.

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
1987 (K7): Rancho Coral da Liga dos Amigos da Mina de São Domingos (registo sonoro)


- Edição: Rancho Coral da Liga dos Amigos da Mina de São Domingos
Modas: Os trabalhadores; Eu sou português; Ó mina terra arraiana; As águas do Alentejo; Alentejo é um jardim; Lá vem a cegonha; Alentejo é forte e quente; Nosso lindo Portugal; A Liga de S. Domingos; Malmequeres criados no campo; A Reforma Agrária; Os heróicos camponeses; É tão grande o Alentejo; Com florinhas à janela.

Grupo Coral da Liga dos Amigos da Mina de São Domingos
Cota: FF  CA K7-0032 - FaiAlentejo  

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

1996 (CD): No Jardim do Mundo (registo sonoro, c/ livreto)



- Edição: O Acaso, Lda.
- Temas: Vivo no jardim do mundo; Graças a Deus que já temos; Ê nasci em mil novecentos e trinta e um; Cristo na ponta de um corno; Décimas à Senhora da Consolação; Sinto-me eu António agoniada; Um dia que eu estava apático; Com A se escreve amor; Na Primavera as flores; Ê tenho um frango encarnado; Minha mãe quer’ fazer; O que este poeta diz; O Marechal Duque de Saldanha; Mais brando João Brandão; Quem tem filhos piqueninos; Ao escrever-te destas linhas; O senhor doutor Oliveira Salazar; Adê filhos passem bem; Na Espanha a Guerra Civil; Eu vi partir de abalada; Os alegres passarinhos; Cartas; Respeitem a quem trabalha; O abono de família; Ê sou duvidore à terra.
Vários.

Cota: FF CA CD-0032 -FaiAlentejo

terça-feira, janeiro 05, 2016

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

2000 CD) Meu Alentejo querido (Registo Sonoro).



- Edição: Lusosom.
- Modas: Alentejo, Alentejo; Ao romper da madrugada; Rosa branca desmaiada; Silva que estás enleada; Ó águia que vais tão alta; Vai colher a silva; O Alentejo é esperança; As mondadeiras; Fui dispor a salsa verde; Verão; Ai que noite tão serena; Olha noiva se vai linda; Que é feito dos velhos montes; O menino Jesus; Promessas; Cabelo entrançado; No jardim a rosa branca; Meu Alentejo querido.
Grupo Coral Etnográfico" Amigos do Alentejo", Feijó, Almada

Cota: FF CA CD0031 - FaiAlentejo

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

1996 (K7): GRUPO CORAL UNIDOS DO LAVRADIO (registo sonoro) 



- Edição: Maria L. S. H. Matos:
- Modas:   Mas que noite tão serena; O tudo é todo nosso; Sai a pomba do pombal; Alentejo dos trigais; É bonita a Primavera; Há uma barragem em ruínas; Toda a bela noite; Linda pastorinha; Meu Alentejo dourado; Vila do Lavradio.
Grupo Coral Alentejano "Unidos do Lavradio", Barreiro

Cota: FF  CA K7-0031 - FaiAlentejo

segunda-feira, janeiro 04, 2016

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

1985 (K7): Cante Alentejano (registo sonoro)



- Edição: Casa do Alentejo
- Grupos: Damaia; Venda Nova; Linda-a-Velha; Cacém; Abrunheira; Seixal; Pinhal de Frades; Tires; Cerromaior; Barreiro; Baixa da Banheira; Faralhão; Brandoa; Paivas; Alverca; Camarate; Carnaxide; Amadora; Sacavém.
- Modas: De Évora a Beja; Manageiro; Alentejo és meu encanto; Guardo meu gado no campo; Da nossa terra abalamos; Meu querido Alentejo; És linda mondina; Ó menina da cidade; Os passarinheiros; Querido Alentejo; Meu Alentejo doirado; Mineiro arrisca a vida; Portugal é nossa nação; Quando chega a Primavera; Meu lindo Alentejo; É lindo na Primavera; Alentejo és um jardim; Ó meu lindo Alentejo; Nas margens do Guadiana.
Casa do Alentejo
Cota: FF  CA K7-0030 - FaiAlentejo

domingo, janeiro 03, 2016

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:

2002 CD) Serpa de Guadalupe (Registo Sonoro).



- Edição: Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa
- Modas: Serpa de Guadalupe; Barco à vela; Menina Florentina; As mondadeiras cantando; Olha a noiva se vai linda; Lírio roxo; Ai que praias; Aurora tem um menino; Mulatinhas; Lá vai Serpa lá vai Moura; Não é tarde não é cedo; O passarinho; Tenho barcos tenho remos; Salsa verde; Vai colher a silva; Serpa do Alentejo; Na rama do alecrim; Alentejo, Alentejo.
Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa.

Cota: FF CA CD0030- FaiAlentejo