sábado, abril 01, 2017

TRATADO DO CANTE – Grupos Corais:

VIDIGUEIRA – Vidigueira

Grupo Coral "Vindimadores" da Vidigueira
Praça da República, 4
7960 Vidigueira


 Ficha Técnica:        
        
- O Grupo foi fundado em 1934.

- Ensaiam à sexta-feira.

- O Grupo é composto por 23/25 elementos.

- Trajo: Calça preta; Colete preto; Camisa branca; Lenço branco com pintas pretas; Chapéu preto de aba direita; Bota preta.

- Histórico: É um dos Grupos Corais, Alentejanos, mais antigo. Foi o primeiro Grupo Coral Alentejano a deslocar-se a Lisboa, para atuar, em 1935, no Teatro São Luís. Na sua já longa existência, tem passado por várias fases. Vive, agora, desde 1989, uma fase ininterrupta de atividade. Tem uma média de 20 a 25 atuações por ano, por todo o País, participando em Encontros de Grupos Corais, Desfiles, Festas, Festivais e Concursos, divulgando o "cante" Alentejano. Fez alguns espetáculos em Televisão. Em colaboração com a Companhia Pierre Deloche Danse, uma parte do Grupo esteve presente nos Encontros ACARTE/92, na Fundação Gulbenkian, em Lisboa, para apresentação do trabalho TEJALÉM. Em colaboração com a mesma Companhia de dança, também uma parte do Grupo, se deslocou a França, em Abril e Novembro de 1993, em Abril de 1994 e em Outubro e Novembro de 1995, para apresentação do trabalho "Campos" e espetáculos de "cante" Alentejano, em várias cidades de França.

- Registos fonográficos: Gravaram alguns discos de vinil e cassetes áudio, que não se encontram no circuito comercial. Registamos os seguintes, que chegaram às nossas mãos:
1967 (EP) vinil: Modas Corais do Baixo Alentejo
- Edição: ALVORADA.
- Diretor: Manuel António Manços
Cota FaiAlentejo: FF CA EP-017


1994 – (CD) Les Voix de l’Alentejo
- Edição: Audivis ETHNIC
Cota FaiAlentejo: FF CA CD0013


1995 (CD): “Cante de Natal e Ano Novo”.
- Edição: ImagemImenso, Lda.
- Grupos: Os Vindimadores da Vidigueira; Cubenses Amigos do Cante; As Camponesas de Castro Verde; Alma Alentejana de Peroguarda; Os Ceifeiros de Cuba.
Cota FaiAlentejo: FF CA CD-0024


1999 – (CD) Por causa do meu amor meteram-me num convento
- Edição: Câmara Municipal da Vidigueira.
Cota Faialentejo: FF CA CD0014


1999 (CD): O Cante das Flores.
- Edição: ImagemImenso, Lda.
- Grupos: Coral de Ourique; Coral “Os Vindimadores” de Vidigueira; Coral do “Externato António Sérgio” de Beringel; Coral Os Trabalhadores de Ferreira do Alentejo; Coral da Caixa Social da C. M. de Beja; Coral “Vozes” de Casével; Cante ao Baldão; Cante ao Despique.
Cota FaiAlentejo: FF CA CD-0022


S/d – (CD) Cantes ao Menino (Registo Sonoro)
- Editado por Imagem Imenso, Lda.
Grupos: Grupo de Cantares Alentejanos da Brigada Territorial nº. 3 da Guarda Nacional Republicana, Grupo Coral “Alma Alentejana” de Peroguarda, Grupo Coral Cubenses Amigos do Cante, Grupo Coral “Os Vindimadores” de Vidigueira, Grupo Coral “Os Ceifeiros” de Cuba, Grupo Coral “As Camponesas” de Castro Verde.
Cota FaiAlentejo: FF CA CD0049.


- Repertório: Cantam as "modas" mais representativas da sua região. Registamos as dos Registos fonográficos:

EP vinil: Modas Corais do Baixo Alentejo. 1967
- Modas: Brasil e Portugal; Martim Moniz; A Bandeira Portuguesa; Ai que praias tão lindas.

CD: Les Voix de l’Alentejo. 1994
- Modas: Pés d’Homens; Rondei estou rondando; ceifeira linda ceifeira; Os reis; Por causa do meu amor; Voa, voa pombinha voa, O Menino; Conde da Vidigueira; O nosso Baixo Alentejo; É lindo na Primavera; A Passarada; Com que letras se escreve Maria; A flor que abriu em Maio; Não venhas à minha janela; ‘Inda hoje não vi Ana; Meu Alentejo querido; Lindo ramo verde escuro; Ó águia que vais tão alta.

CD Por causa do meu amor meteram-me num convento. 1999.
- Edição: Câmara Municipal da Vidigueira.
- Modas: Por causa do meu amor meteram-me num convento; Ó abre-me a porta; Moreninha dá-me um beijo; Toda a bela noite em que eu ando; Ainda hoje não vi Ana; Rondei, estou rondando; Pediste-me uma laranja; Chamaste-me extravagante; Não venhas à minha janela; Além daquela janela; Linda rosa dá-me um beijo; Malmequer criado no campo; Que inveja tens tu das rosas; Vidigueira é linda; Alentejo vinte vezes; Meu Alentejo querido; O nosso Baixo Alentejo; Adeus ó Baixo Alentejo; Ó águia que vais tão alta; Preto que só é homem; Viva a festa dos soldados.

In: “Corais Alentejanos” (em actualização). De JFP. 1997. Pág.s: 223/224.






sexta-feira, março 31, 2017

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais:

VIDIGUEIRA – Vila de Frades

Grupo Coral "Voz do Alentejo" de Vila de Frades
Vila de Frades




Ficha Técnica:

- O Grupo foi fundado em Agosto de 1978.

- Ensaiam às Terças feiras, à noite. 

- Grupo composto por 24 elementos.

- Trajo: Colete castanho; Calça azul; Camisa azul, clarinha; Chapéu preto; Lenço rameado, com barra azul.

- Histórico: Fazem entre 15 a 20 desempenhos por ano, em todo o Alentejo e na zona da grande Lisboa, onde se realizam: Encontros de Grupos Corais, Desfiles e Festas. Salientamos algumas:
Lisboa (Casa do Alentejo); Odivelas; Brandôa; Barreiro; Baixa da Banheira; Amadora; Vidigueira; Cuba; Ferreira do Alentejo; Beja; Évora; Portalegre. Fizeram uma gravação para Televisão, na SIC.

- Registos fonográficos: Nada a registar.

- Repertório: As "modas" que cantam são as que representam a zona onde se inserem e que conseguiram resistir às barreiras do tempo. A actualização das letras é da responsabilidade do Sr. Sebastião Miguinhas.

Nota: Este Grupo não está em actividade. 


In: "Corais Alentejanos" (em actualização), de JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 219/220.

quinta-feira, março 30, 2017

TRATADO DO CANTE - Grupos Corais:

VIDIGUEIRA - Vidigueira

Grupo Coral “Os Amigos” da Vidigueira
Rua General Humberto Delgado, Lote 7
7960 – 281 VIDIGUEIRA


Ficha Técnica:

- O grupo foi fundado em  Maio de 1996.

- Grupo de 28 cantadores.

- Trajo: Calças de cotim, azul; Camisa aos quadrados, azul e branco; Botas.

- Registos Fonográficos:
1998 (CD): O Cante da Água -  Cante a Despique e Baldão
Edição: ImagemImenso, Lda.
Modas:   (...) Vou deixar o Alentejo; Eu sou marinheiro; (...)
Fonoteca Faialentejo: cota: FF  CA CD-0023 


Repertório: Convém referir, que a maioria dos elementos do Grupo, são oriundos de uma escola, de "cante", que teve como mestre o Sr. Manuel João Manços.  As modas que cantam, são as que melhor identificam a sua região e que ainda hoje permanecem bem vivas na sua terra. Salientam-se as seguintes: Ceifeira, linda ceifeira; Linda Rosa, tu não vás; Vou deixar o Alentejo; Silva que estás enleada; Foi Conde da Vidigueira; Linda Rosa; Pombinha branca; Ó águia que vais tão alta; Malmequer criado no campo; Meu Alentejo querido; Linda jovem pastorinha; Ora viva, ora viva.

Nota: Grupo sem actividade. Fica o registo.


In: "Corais Alentejanos" (em actualização), de JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 217/218.

quarta-feira, março 29, 2017

TRATADO DO CANTE – Grupos Corais:

DIÁSPORA - CANADÁ

Grupo Coral Masculino da Casa do Alentejo de Toronto
M6H 2A2 Canadá
1130 Dupond Street -Toronto, Ontário


 Ficha Técnica:

- O grupo Coral foi fundado em Setembro de 1983. Tendo feito a sua primeira actuação em 19 de Fevereiro de 1984, no almoço inaugural da primeira semana Cultural Alentejana. Foi um enorme sucesso, como será de imaginar. Muitas lágrimas ao ouvir o cantar “MELANCÓLICO” Alentejano em terras tão longínquas do “Norte da América”. O Alentejano nunca esquece o seu “torrão dourado” e como é óbvio quando dois Alentejanos se encontram fora da sua terra mãe - o mote é a “cantiguinha” Alentejana - e como tal com a criação da Casa do Alentejo, houve logo a ideia de se criar um grupo de cante Alentejano. Não foi muito difícil conseguir arranjar elementos mas, claro surge depois a tal dificuldade que ainda existe: cada elemento, da sua freguesia do Alentejo (e praticamente quase todas as terras), são diferentes, o que para o Cante Alentejano se torna complicado. Mas como para o Alentejano nunca há problemas, devido ao seu poder de adaptação e espírito hospedeiro.

- São fundadores do Grupo Coral: Raul Raposo; Maria Raposo; Manuel Raposo; Aldina Raposo; Luis Figueira; Guida Figueira; Francisco Gomes; Francisco Gonçalves; Francisco Varela; Francisco Sousa; António Franco; Marco Baioa; Custodio Manguito; José Godinho; José Ferro; Angelo Boga; António Gomes; Manuel Bentes; José Bentes; Manuel Luiz; Milu Franco.

- Ensaiam às Sextas-feiras na Casa do Alentejo, à noite.

- O Grupo é composto por 18 elementos.

- Trajo: Calça Preta; Camisa Branca; Colete Preto; Chapéu Preto e Lenço Vermelho.

Histórico: O grupo tem actuado em inúmeros lugares:

. Em Toronto, Otava, Montreal – Quebec, onde se desloca todos os anos, em Maio, pelo Aniversário do Clube Oriental Português de Montreal.

. Actuou na Universidade de Toronto aquando da vinda do Dr. Mário Soares a esta cidade.

- Registos fonográficos: Gravou um disco e cassete com 8 canções. O disco saiu à venda no dia 17 de Fevereiro de 1985, dia do início da Semana cultural Alentejana.
S/D – (K7) Cantares Alentejanos (Registo Sonoro), produção de Casa do Alentejo de Toronto. Cota Faialentejo: cota: FF  CA K7-0029


- Repertório: Cantam as modas tradicionais alentejanas, das quais destacamos: Na cidade de Toronto; Mondadeira Alentejana; Só uma pena me existe; A neve; As nuvens; Borboletas; Alentejo eu não esqueço; Ceifeira, linda ceifeira; Casa do Alentejo; O Alentejo é que é; Nós somos alentejanos; Vamos lá saindo.   
   
Nota: No grupo há elementos que não são do Alentejo, mas a sua paixão pelo Cante e pelo Alentejo os levou ao “sacrifício” (em termos de cantar). Hoje são bons elementos.


In: “Corais Alentejanos” (em actualização), de JFP

terça-feira, março 28, 2017

TRATADO DO CANTE – Grupos Corais:

DIÁSPORA - CANADÁ 

Grupo Coral Feminino da Casa do Alentejo de Toronto
M6H 2A2 Canadá
1130 Dupond Street -Toronto, Ontário


Ficha Técnica:

- O Grupo foi fundado em 1993.

- Ensaiam às Sextas-feiras na Casa do Alentejo, à noite.

- O Grupo é composto por 18 elementos.

- Trajo: Etnográfico com representação dos trabalhos nos campos do Alentejo.

- Histórico: Tem tido actuações na Casa do Alentejo de Toronto e noutras Associações representativas das regiões de Portugal continental e ilhas.

- Registos Fonográficos:
.1999 – (CD) Alentejo Amo-te (Registo Sonoro).
.Produção de Casa do Alentejo de Toronto.
.Cota Faialentejo: cota: FF CA CD0006


- Repertório: Cantam as modas tradicionais alentejanas, com letras adequadas à sua condição emigrante, das quais destacamos: Quero ir ao Alentejo; Certo dia um pardal; Hino dos Mineiros; Alentejo não é pobre; A bandeira Portuguesa; Já não se vêem nos campos; Lindo ramo verde escuro; É tão grande o Alentejo; O Estado fechou as minas; Alentejo és nossa terra; Moreanes és meu povo; A cegonha; Sou português emigrante; Roseira enxertada; Maria da Rocha.    


In: “Corais Alentejanos” (em actualização), de JFP.

segunda-feira, março 27, 2017

TRATADO DO CANTE – Grupos Corais:

MÉRTOLA – Mina de São Domingos
        
Grupo Coral da Mina de São Domingos
Escola Primária nº. 2 - 1º. Dtº.
Mina de São Domingos
7750 Corte do Pinto
http://www.grupocoral.msd.minadesdomingos.com/
https://www.facebook.com/pg/grupocoralminadesdomingos






Ficha Técnica:        
        
. O Grupo foi fundado em 29 de Junho de 1994.

. Ensaiam às Sextas feiras, pelas 18 horas, na sua sede social.

. O Grupo é composto por 16/24 elementos.

. Trajo: Calça azul escura; Camisa azul clara; Lenço branco às bolinhas azuis; Colete azul escuro.

. Histórico: Tem uma média de 10 a 15 desempenhos por ano. Participam nos Encontros de Grupos Corais, em todo o Alentejo e na zona da grande Lisboa. Dos seus desempenhos destacamos:  Sacavém; Pinhal de Frades; Sabóia; Santiago do Cacém; Seixal; Paivas; Torre da Marinha; Seixal; Lavradio; Barreiro; Mértola; Centro Republicano 5 de Outubro, na Mina de São Domingos; Montes Altos; Monte dos Bens.

. Registos fonográficos: Não há registos.

. Repertório: Cantam as modas mais populares, que se cantam em todo o Alentejo e que conseguiram transpor as barreiras do tempo e da zona de origem.


In: “Corais Alentejanos” (em actualização), de JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 169/170.

domingo, março 26, 2017

TRATADO DO CANTE – Grupos Corais:

MÉRTOLA – Mértola

Grupo Coral "Guadiana" de Mértola
7750 Mértola





                  
Ficha Técnica:                  

. Grupo foi fundado em 1927.

. Ensaiam às Sextas Feiras, à noite.

. O Grupo é composto por 19 elementos.

. Trajo: Calça preta; Camisa branca; Colete preto; Chapéu preto, de aba direita; Lenço vermelho.

. Histórico: Tem desempenhos em todo o País, com saliência para as participações em Encontros     de Grupos Corais, que se realizam por todo o Alentejo e na zona da grande Lisboa, onde a comunidade de Alentejanos é forte. No estrangeiro já actuaram em Marrocos e Espanha.

. Registos fonográficos: Gravaram duas cassetes audio:
S/D (K7): S/T (registo sonoro) . Edição de CM de Mértola.
Fonoteca FaiAlentejo: FF CA K7-0166.

1995 (Cassete): Grupo Coral Guadiana Mértola (registo sonoro). Edição de DUALSOM.
Fonoteca FaiAlentejo: FF CA K7-0023.


 . Repertório: Cantam as "modas", que conseguiram passar a barreira do tempo, com as adaptações das letras ao momento actual e à zona onde se inserem.  Cassete (1995): Situado à beira rio; Que lindo seria o Mundo; Mértola estás situada; Ao romper da madrugada; Mértola do Guadiana; Meu querido Alentejo; Foste apanhar a rosa; Mértola velhinha; Ribeira de São Romão; Portugal antigamente; Minha varanda.

In: “Corais Alentejanos” (em actualização). De JFP. Edições Margem. 1997. Pág.s: 167/168