segunda-feira, abril 18, 2016

TRATADO DO CANTE - "São Saias..."

SAIAS

O que se disse sobre as Saias, ao longo dos tempos nos jornais e revistas:

"Como se canta no Alentejo

www.radiocampanario.com
Sousel IV Encontro de Cantadores de Saias em Casa Branca 

O Povo do Alentejo, como todos os povos, gosta imenso de música.
Bem orientado, aprende-a como outra qualquer arte. Porém, tenho notado que se canta de maneiras diferentes nos vários pontos d'esta província, e a paixão pelo canto também não é igual em todo o Alentejo.
Nas cidades e vilas, geralmente só se canta música de revistas, fados, tangos, canções, tudo menos a música simples inspirada pelo Povo. Nos campos, o estilo é diferente quase de terra para terra. Onde mais e melhor se canta é no Baixo Alentejo. Cantam constantemente as suas interessantes canções populares em 3ªs. e 6ªs., bastando para isso juntarem-se dois ou mais indivíduos. Os recrutas colocados nos Regimentos do Alto Alentejo, depois da refeição da tarde, espalham-se em grupos pelos campos e ruas da cidade aliviando saudades das suas aldeias com os dolentes cantares lá aprendidos. Os seus camaradas do Alto Alentejo, que por ventura nunca cantaram nem sentem a emoção dos que cantam, ao ouvi-los, riem-se e dizem... que é sinal de chuva. Com raríssimas exceções, no Alto Alentejo só se canta a uma voz, e a não ser duas ou três canções de estilo acentuadamente árabe, o que cantam é aprendido com uns indivíduos que andam a dar espectáculos pelas aldeias com bonecos chamados de Santo Aleixo. A essas músicas dão o nome de "Saias" que cantam nas romarias e principalmente nas festas do acabamento da azeitona, prestadas aos patrões e manajeiros, com pendão à frente e vozes esganiçadas. Durante a labuta dos campos é raro cantarem, pois tenho observado grandes ranchos de mondadeiras e ceifeiras que não cantam em todo o dia.
É que não sabem "Quem canta seu mal espanta"."



José António Lima
Regente da Banda Municipal e Orfeão de Estremoz
in. Brados do Alentejo de 24 de Maio de 1931


Sem comentários: