segunda-feira, maio 09, 2016

TRATADO DO CANTE - Almanaque:

MINHA MÃE AMASSA O PÃO




"(...)
Minha mãe amassa o circo
Quando ele está na aldeia –
São só fatias de riso
Esse pão da nossa ceia.

Minha mãe amassa o circo
Com seus bichos e palhaços –
Ainda hoje me divirto
Na arena dos seus braços.

Minha mãe amassa, linda,
Como todas as mães são –
Quase um velho, amassa ainda
Dentro do meu coração.
(...)"

de António Simões

Sem comentários: