quinta-feira, dezembro 01, 2016

TRATADO DO CANTE - À minha moda:

VERÃO


Foto de pintura de António Galvão, o pintor do Cante.

Ponto:         
Verão, brasa dourada e celeste
Queima este Sol agreste
Doirando mais as espigas
Ceifeiros, corpos curvados
Cortando e atando em molhos
A bênção loira da vida

Alto:           
Meu Alentejo
Coro:          
Enquanto isto se processa
O Sol ferino e sem pressa
Queima mais a tez bronzeada
O suor rasga as camisas
Homem queimado mais fica
A vida é feita de brasas

Ponto:         
O calor caustica os corpos
Os ceifeiros vão ceifando
Sem parar no seu labor
O seu cantar é dolente
É certo que é boa gente
É verdade que tem mais sol

Alto:           
Meu Alentejo
Coro:          
Enquanto isto se processa
O Sol ferino e sem pressa
Queima mais a tez bronzeada
O suor rasga as camisas
Homem queimado mais fica
A vida é feita de brasas

De: Egídio Santos e Manuel Conde

Nota: Esta moda foi feita para o Grupo Coral da Casa do Povo de Reguengos de Monsaraz. Hoje é cantada por todos os Grupos e não só.

Sem comentários: